14 de jun de 2017

Copião ou Criador - qual deles você é? Uma pequena reflexão

Trago-vos hoje uma meditação nada transcendental sobre desenho e afins. Coisas que tenho matutado, pensado, ruminado e finalmente, depois de muito mastigado, resolvi compartilhar nestas terras digitais. Corro o perigo de uma simples postagem como esta desentranhar rancores por mexer com brios que eu nem imagino que existam, mas tenho direito à opinião, portanto...

Desenho é uma habilidade que tanto pode ser inata ( você nasceu com ela, tem facilidade com ela ) ou pode ser adquirida, aprendida, com muita dedicação e esforço de praticação ( a habilidade inata também precisa de 'lapidação', tem que ser moldada, estudada e  praticada. )
Como uma habilidade MOTORA, que exige coordenação acima de tudo, tenho-a comparado a outra forma de arte, notadamente a música. Não vou nem mencionar a palavra DOM porque , daí, a turma vai achar que nem deste planeta não é, ou que nasceu um degrau acima da raça humana.

Claro: uma auditiva e outra visual mas daí podem surgir dúvidas sobre o que uma coisa tem a ver com a outra. Em uma análise bem crua, poderíamos dizer que tem muito em comum pois ambas
requerem muito estudo, muita dedicação e  prática constante para uma ótima ou excelente execução.
Ambas também podem ser inatas ou aprendidas. Citei a música mas poderia ter citado qualquer forma de arte, mas a escolha se deve por conta de eu ser músico amador também.

Obviamente o produto final será totalmente diferente, mas em essência o caminho percorrido foi extremamente parecido ou quase o mesmo.
Agora surge um 'pulo do gato' no processo que - aí sim - "transcende' realmente a coisa toda e isso foge do alcance de muitos, o ingrediente cabal chamado CRIATIVIDADE - e isso, amigos, é real e inequivocamente para poucos. Ou se tem ou não se tem!!! Simples assim, preto no branco. Rejeito totalmente a palavra DOM, mais uma vez. Criatividade tem muito a ver com a forma como se pensa o que outros não pensaram, a forma de ver aquilo que outros não viram etc

Tenho, para mim , a Criatividade como o elemento catalisador que aliado ao talento ( na qualidade de agente impulsionador da criatividade. De que adianta um carro sem rodas, só para fazer uma comparação nada ortodoxa? ) formam a "mistura" de muitos sonhos chamados à 'existência' real neste mundo ( sim, porque eles só existiam na mente de seus criadores ) travestido das muitas formas nas quais a ARTE se apresenta: desenho, pintura, música, artesanato, escultura, literatura etc etc

Aí chegamos no cerne da questão da postagem - somos copiões talentosos ou grandes criadores?
Confesso que me enquadro no primeiro grupo - tenho habilidade com desenho, o qual faço desde os 3 anos de idade e ainda apanho com muita coisa referente a ele, por preguiça e falta de treino - mas do segundo grupo estou a milhas de distância - não sou nada criador, tenho idéias e devaneios muito loucos de grandes imagens mas ( ainda ) não consigo passar pro papel, faltam-me os meios necessários para isso ( muito, muito mais estudo, dedicação e treino,treino, treino. Não posso dizer que não tenho referencial porque disso a net está abarrotada ).
Bernie Wrightson - isso sim é criatividade, talento
e arte indiscutíveis

Na minha caminhada tenho visto ( e ouvido ) muitos desenhistas e músicos bons realmente mas que não passam de copiões - sabem reproduzir muito bem o que veêm ou ouvem, as vezes dão até uma floreada legal para temperar mais a obra, mas quando se trata de CRIAR, tirar da cachola, dar forma e vida a algo realmente impressionante e autoral, são mais secos e estéreis que o deserto do Atacama, no Chile.

A habilidade lhes conferem arrogância e um certo status, certa posiçãozinha medíocre que não vai muito longe e a qual se agarram tenazmente quando surge um rival à altura ( na maioria das vezes outro copião ). e tem cada copiãozinho ruim pra cacete por aí, mas como vão além dos simples ''palitinhos equilibrados'' ganham certa notoriedade capenga por causa disso. Brasileiro é bicho puxa-saco...

Já passei por esse tipo de situação e sinceramente foi chato pra caramba, porque notei que o outro se sentiu meio que ameaçado em seu confortável nicho ( notadamente de bajuladores e quando se trata disso, os copiões são extremamente egoístas ).
Sou um eterno admirador da arte, me derreto escancaradamente diante de algo bem feito mesmo que simples, mas carregado de significado e beleza e não dou atenção àquilo que está mal feito - sou muito sincero quanto a isso. Nesse ponto é legal quando um 'Copião' se depara com um 'Criador', porque a tendência é deixar o pobre 'Copião' comendo poeira, muita poeira, como no antológico desenho do Papa-Léguas. Aí a frustração é iminente e patente - contra fatos não há argumentos.

Leinil Francis Yu - fantástico
Claro que a classe dos Criadores também tem suas mazelas, notadamente a atitude " Sou melhor que todos" e se isso servir de consolo ou explicação, pelo menos são mentes que criam, que somam, que trazem à luz algo que antes não passava de onírico.

Portanto, meu caro leitor, evolua, passe de 'Copião' para 'Criador', nos presenteie com obras genuínas, autorais, que embora pareçam simples à primeira vista, pode ser algo de raro e belo valor. A arte precisa disso, não de ''máquinas de Xerox'' ambulantes - algumas muito boas e outras cheias de bugs ( não desprezo o chamado ''desenho realista'' e ele decerto tem o seu valor, mas embora se possa ver todo o potencial arrasador do desenhista nos mais mínimos detalhes, eu acho pouca graça por ser quase uma fotocópia do original, bacana, bonito mas para mim, não empolga nem um  pouco. Para quem gosta e baba em cima dessa forma de arte , tudo bem, tá valendo ).

Demizu Posuka - grande artista oriental
Como eu havia comparado a musica e o desenho como formas de arte com finais totalmente diferentes mas com processos similares, outro ponto que chama a atenção é o fato de que todo músico tem sua fase de copião também, muitas vezes executando músicas de grandes autores com muita desenvoltura e até floreando-as muito bem mas que se não evoluirem não passarão de copiões talentosos que vivem de ruminar o que já existe e que foi criado por artistas de valor. Então não há nada de errado em ser um copião, um copiador, essa fase do seu aprendizado é necessária e fundamental e formará o seu cabedal de conhecimentos artísticos, tudo vale para somar - só não fique parado na caminhada, esse é o ponto chave.

 Sei que a estrada é árdua, ter SEU estilo próprio é um somatório de tudo que já foi assimilado, mas isso é realmente necessário, pois só assim - opinião minha - eu creio que possamos autointitularmos como ARTISTAS com muito orgulho ( mas sem arrogância , por favor. )

Abraço deste humilde colega desenhista.

4 de fev de 2017

Arte de Rua - Street Art (2)

Pessoal, boas!!

Ando meio sumido do blog por conta da correria nossa do dia a dia, mas aí vai uma arte que eu jamais poderia deixar passar.

Não sei o nome do artista e quem souber me avise para que eu lhe dê os devidos créditos - esta foto foi tirada quando eu passava de ônibus pelo centro do Recife, em frente ao famoso cais de Santa Rita.

É um desses tantos prédios velhos que abundam pela cidade e o artista utilizou-se da própria erosão do reboco da fachada para compor o rosto de uma mulher.
Interessante é que muitos poderão achar tratar-se de uma foto editada, já que a net é pródiga em disseminar tudo que é tipo de mentaira, mas garanto-lhes que não. Uma próxima vez gravo um vídeo, ficará bacana.

Detalhe - se olharmos atentamente, veremos até o efeito de brilho nos olhos da modelo desconhecida, efeito esse conseguido aproveitando-se a luminosidade natural do dia ( só vi algo parecido no famoso Monte Rushmore com os bustos dos primeiros presidentes americanos, o artista usou o mesmo artifício )

É parar, olhar, apreciar e dar os parabéns a este nosso artista anônimo, porque fazer uma arte desse porte, desse tamanho e ainda estar perfeita em relação à proporção não é para qualquer um.





Simplesmente fantástico.

Abraço do Betto.

15 de set de 2016

Arte de Rua - Street Art (1)

Boas, pessoal.

Êêêêê lá se vão 6 anos deste humilde blog, como o tempo anda rápido!!!

Para uma singela comemoração, estou inaugurando mais uma seção neste blog intitulada ''Arte de Rua".
Nestas andanças pela net afora tenho encontrado coisas simplesmente devastadoras em matéria de arte. 

Algo feito com a alma, muitas vezes ( ou mesmo na imensa maioria das vezes ) sem intenção de lucro, a não ser a satisfação de fazer brilhar os olhos dos passantes e transeuntes, deixá-los embasbacados e sem fôlego diante de obras as quais muitas deveriam estar expostas em museus e não em calçadas, fachadas de prédios ou muros decrépitos.

A esses artistas anônimos e outros nem tanto, minha singela homenagem.
Muitas dessas imagens não serão acompanhadas dos nomes de seus artistas, portanto se souberem seus nomes e também se puderem provar  ser deles ( não quero dar créditos a quem não o merece, claro ) deixem nos comentários que terei o prazer em mencioná-lo.

Espero que gostem e fiquem tão estupefatos quanto eu fiquei, diante da magnitude dessas obras.



Meu favorito, este é incrível!!!!!!







Rua do Peixoto, centro do Recife - artista anônimo.


Mais em breve.

Os nossos aplausos a estes artistas desconhecidos!!!!

Forte abraço.

2 de mai de 2016

Mestres do Desenho - Demizu Posuka

 Boas, people!!!
Vagueando pela net encontrei um artista japonês que me chamou a atenção pelo traço leve, lindo e imaginativo chamado Demizu Posuka. 
Achei pertinente criar um pequeno post sobre ele e o pouco que encontrei foi que ele é um artista freelancer que mora em Tóquio atualmente ( pelo menos até a data desta postagem ) e tem se dedicado à criação de livros para crianças, videogames e HQ's.
De uma imaginação incrível, sua obra parece saída de sonhos - que é a tecla que sempre bato: personalidade no traço, e isso ele tem de sobra, e paixão pelas minúcias e detalhes. 
Um Mestre que merece ser reconhecido e conhecido cada vez mais. 
Vamos a ele então, ou melhor, um pouco de sua obra:







Para saber mais:
https://www.tumblr.com/tagged/demizu-posuka
https://www.pinterest.com/Kuraiiro_Shana/demizu-posuka/
http://www.pixiv.net/member.php?id=33333

Espero que tenham gostado.
Forte abraço e até a próxima!!

7 de fev de 2016

Mestres do Desenho - Frank Frazetta, o gênio da Fantasy Art


Boas, pessoal, tudo bem com vocês?

Depois de um tempo sumido volto ao BLOG Ponto Difusor com uma postagem simples para apresentar um grande artista que muitos podem não conhecer ainda - mas nestes tempos de internet é praticamente quase impossível não ter tido contato com alguma de suas obras espalhadas em inúmeros sites e blogs.

 Trata-se de um verdadeiro Mestre do Desenho chamado Frank Frazetta ( americano nascido em 09/02/1928 e falecido por um AVC, aos 82 anos,  em 10/05/2010 ). Talvez seu trabalho mais icônico seja as excelentes artes que fez do personagem Conan, o bárbaro, para a Marvel.
Nota-se sua influência na vida de outros mestres como Boris Vallejo, Luis Bermejo, Joe Jusko dentre muitos outros.

Sabe-se que ele começou formalmente a desenhar aos 8 anos de idade, tendo seu traço influenciado por grandes nomes antes dele como Hal Foster, Elsie Segar e Jack Kirby (argh, me perdoem os admiradores mas não suporto a pretensa arte do Kirby, mas tudo bem, gosto é gosto e eu tenho os meus ).

 Mergulhou a fundo nos estudos de anatomia e começou um extenso 'curriculum quadrinístico', sofrendo injustiças e tendo até seu salario reduzido arbitrariamente por um editor chamado Al Capp. 

Engana-se quem pensa que o Frank trabalhou somente com quadrinhos, sua extensa vitalidade artística incluiu capas de livros, pôsters, quadros, capas de discos e vários outros tipos de mídias. O homem era uma usina de talento! Não é a toa que é chamado de o ''mestre da Fantasy Art'' ou Arte Fantástica.
Bom, sem mais delongas, apreciem algumas de suas artes, lembrando que na internet vocês poderão encontrar centenas de suas ilustrações em sites oficiais ou sites não oficiais.

Para saber muito mais, acessem:




Espero que tenham gostado.
Um grande abraço do Betto. ;D